Fotografias - Viagem

Economia que se baseia na exploração de petróleo


Economia da Venezuela
Economia venezuelanao

A Venezuela tem uma economia que se baseia, principalmente, na exploração de petróleo, encontrando-se o país entre os dez maiores produtores mundiais. O petróleo e o gás natural constituem a maior fonte de receitas do país. Também existem importantes depósitos de carvão. A agricultura corresponde apenas a cerca de 4% do PIB, o que traduz a necessidade de o país importar vários produtos agrícolas. As culturas dominantes são a cana-de-açúcar, a banana, o milho, o arroz, o sorgo, a mandioca, o café e o cacau. A indústria extractiva abrange, essencialmente, o ferro, o bauxite, o alumínio, os diamantes e o ouro. Os produtos industriais são os metais de base, os bens alimentares, as bebidas, os produtos químicos, os têxteis, os derivados de papel e o tabaco. Os principais parceiros comerciais da Venezuela são os Estados Unidos da América, o Brasil, a Colômbia e o Japão.

Em 2006, o produto interno bruto (PIB) do país atingia 182 mil milhões de dólares, que corresponde a um rendimento per capita cerca de de 6 730,40 dólares. A economia da Venezuela descansa essencialmente sobre o petróleo, que representa um quarto do PIB, 80 p. 100 das exportações do país e cerca de 40 p. 100 das receitas públicas. Esta situação cria uma forte dependência da economia no que diz respeito às flutuações dos cursos petroleiros: a baixa do preço do petróleo a partir do meio dos anos 1980 mergulhou o país em retirada em 1998, mas esta pôde conjurée em 1999 graças a um ornamentada dos preços do petróleo; pelo contrário, o aumento dos cursos do petróleo no meio dos anos 2000 permitiu a Venezuela obter mais o forte crescimento da América Latina, até 16,5 p. 100 em 2004 e 9 p. 100 em 2005.

Economia não diversificada


Apesar dos esforços empreendidos pelo governo para diversificar a economia, o setor não petroleiro permanece demasiado fraco para fazer face às baixas temporárias dos cursos petroleiros, tanto mais que o país acusa uma importante fuga dos capitais e penalidade a atrair investimentos estrangeiros ainda que desconfiam. Neste contexto, as autoridades decidem em 2002 que deixe flutuar o bolívar, provocando uma forte depreciação da moeda venezuelana em relação ao dólar. A inflação, que se criava à 35,8 p. 100 em 1998 e tivesse podido ser reduzida à 12,6 p. 100 em 2001, é considerada à 16,6 p. 100 em 2005. © Venezuela © Origem Emmanuel BUCHOT e Infopedia.

Fotos de países europeus

Imagens Republica Checa

Republica Checa

Fotos Informações

Imagens Croacia

Fotos de Croacia

Fotos Informações

Alemanha

Alemanha

Fotos Informações

Portugal

Portugal

Fotos Informações

Imagens Grecia

Imagens de Grecia

Fotos Informações

Imagens de Inglaterra

Inglaterra

Fotos Informações

imagens  Holanda

imagens Holanda

Fotos Informações

Eslovenia

Eslovenia

Fotos Informações

Imagens Dinamarca

Dinamarca

Fotos Informações

Imagens da Ásia

Imagens India

Imagens India

Fotos Informações

Imagens Vietnam

Imagens Vietnam

Fotos Informações

Imagens China

Fotos China

Fotos Informações

Imagens de Hong Kong

Fotos Hong Kong

Fotos Informações

Coreia do Sul

Coreia do Sul

Fotos Informações

Japao

Fotos Japao

Fotos Informações

Tailândia

Imagens Tailândia

Fotos Informações

Taiwán

Fotos Taiwán

Fotos Informações

Fotos da América

Estados Unidos

Imagens Estados Unidos

Fotos Informações

Canada

Fotos de Canada

Fotos Informações

Informações no site